O EMBRIÃO DO "MUSEU DAS PROFISSÕES"

Tear de Pedal

A coleção que dá origem ao futuro "Museu das Profissões", que ocupa, atualmente, espaços da Casa da Cultura de Piumhi, está sendo formada por peças originais dos séculos XVIII ao XX como um tear, instrumentos musicais e objetos de ofícios diversos dos meios rural e urbano.

Ao longo dos anos, as peças reunidas passaram por um processo de restauração, conservação e pesquisa.

Em 30 de julho de 2015, com a doação de um consultório odontológico da década de 50, equipamento de trabalho do cirurgião-dentista Bento Ferreira Júnior, o Bentinho (dentista), um dos pioneiros da odontologia com formação superior na cidade de Piumhi,  criou-se o blog, desenvolvido pela jornalista e filha de Bento Ferreira Júnior, blog que estimulou, ainda mais, a continuidade do projeto de constituição de um futuro Museu das Profissões


Foi doado ao patrimônio público do Departamento Municipal de Cultura/Prefeitura Municipal de Piumhi, pessoa jurídica de direito público, com sede administrativa na Praça Avelino de Queiroz, 193, Centro, Piumhi, Minas Gerais, representada pela Diretora do Departamento Nadir Goulart Rodrigues, através de contrato de doação, registrado no Cartório RTDPJ DE PIUMHI-MG, protocolo Nº14352, REG Nº5019-LIV B-25-PÁG 212. Piumhi, MG, 30 de julho de 2015:



  • UM GABINETE DENTÁRIO, fabricado pela Atlante AS, de São Paulo, contendo uma cadeira, banqueta, luminária com braço atomizador com ferramentas;
  • UMA PLACA DE METAL com nome do Senhor Bento Ferreira Júnior, cirurgião-dentista;
  • UMA FOTO do Senhor Bento Ferreira Júnior, de 1954, com moldura quadrada tamanho 35x60;

  •  UMA FOTO com os formandos da Faculdade de Odontologia do Triângulo Mineiro, de 1954, com moldura retangular de madeira de tamanho 30x40;

  • UMA FOTO dos formandos na porta da Catedral Metropolitana de Uberaba, com moldura retangular de madeira de tamanho 20x25;

  • UM CERTIFICADO DE CURSO sobre Câncer na Boca, ministrado pelo Dr. Hélio Angotti, do ano de 1954, com moldura retangular de madeira de tamanho 30x25;

UM DIPLOMA DE CIRURGIÃO DENTISTA da Faculdade de Odontologia do Triângulo Mineiro, do ano de 1954, diploma confeccionado em pergaminho: 

"Contrapondo-se à tecnologia do mundo moderno e à larga produção em massa de produtos descartáveis, o pergaminho é um produto manufaturado de grande durabilidade e destaca-se pela beleza e qualidade de impressão. Graças a ele, a humanidade conseguiu preservar, conservar, estudar e manter viva sua história, tornando-se o principal suporte de livros e documentos importantes feitos para durar séculos. Feito de pele de cabra curtida naturalmente ou tratada quimicamente, essa técnica foi desenvolvida na Antiguidade para as escrituras, que perduraram séculos. O pergaminho ainda hoje é muito utilizado, principalmente na confecção de documentos importantes, como títulos, letras do Tesouro Nacional, diplomas, homenagens por ser um material difícil de ser falsificado e por sua grande durabilidade de geração à geração."

  • UMA FOTO do Encerramento do XII Congresso Estadual dos Estudantes, realizado em Alfenas, no ano de 1953, com moldura retangular de madeira, tamanho 30x25;
  • UMA FOTO dos formandos com as cadeiras odontológicas em aula prática, com moldura retangular de madeira de tamanho 20x25;
  • DUAS FOTOS com os colegas de profissão do Senhor Bento Ferreira Júnior, com molduras de madeira de tamanho 20x25.


Após a abertura ao público, novas peças de equipamentos de trabalho de profissões representativas da história do trabalho vêm sendo incorporadas, com mudanças essenciais para a implantação do Museu das Profissões, envolvendo a adaptação para abrigar os equipamentos, a restauração de fotografias, ações de pesquisa e organização da exposição permanente e ampliação e conservação do acervo. 
O "Museu das Profissões" ocupa espaços da Casa de Cultura de Piumhi, situada à Rua Doutor Avelino de Queiroz, 193. Um espaço cultural para a cidade e região. Uma forma de compartilhar os fazeres, prazeres e saberes que o mundo nos oferece, através do contato com os objetos e com outros tempos. Experiência de aprender que nos transforma e transforma o mundo.
O local oferece ao público de qualquer idade um espaço interessante de memória e história. Enquanto para alguns ele é fonte de descobertas curiosas, para outros ele é uma oportunidade de reviver antigas emoções. Seu acervo registra e celebra a trajetória histórica de mineiros e mineiras, do ambiente urbano ou rural. 
Num país em que a preservação da memória nacional é pouco valorizada, torna-se privilégio ter contato com objetos, equipamentos, documentos que resistiram ao tempo e à insensibilidade daqueles que deveriam preservá-los.
Fotografias e objetos, muitas vezes em avançado estado de decomposição, efeito implacável do tempo, são documentos preciosos que revelam com fidelidade acontecimentos, saberes, histórias importantes de pessoas, profissões e entidades. São pequenas histórias e personagens dos mais diversos matizes, de interesse coletivo.

Fica aqui, a tentativa de prestar o merecido reconhecimento a todos os cirurgiões-dentistas que, anônimos ou não, com maior ou menor participação, deram sua contribuição para projetar a odontologia brasileira na dimensão técnico-científica e de expressiva importância para a saúde da população. A eles o nosso eterno reconhecimento.

Taís Ferreira - jornalista
taiswebjornalismo@gmail.com
(31) 99806-3249




Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE!
Tem alguma pergunta a fazer? Sugestões? Críticas?
Fique à vontade, escreva sua mensagem.